O grupo de pesquisa Formação Cultural, Hermenêutica e Educação promove o 6º Colóquio Formação de Professores: Novas Teorias, Novas Práticas entre os dias 10 e 12 de novembro, no auditório 109 do prédio do NTE/UFSM. O evento visa socializar os resultados do projeto de pesquisa "Catástrofe, Trauma e Resistência: Experiência Estética na Formação de Professores". O projeto teve como um dos objetivos entrevistar professores que perderam alunos em suas turmas na UFSM na tragédia da Kiss, ocorrida no dia 27 de janeiro, visando saber o que modificou depois desse fato em seu cotidiano pedagógico.

A ideia do projeto era ainda investigar algumas obras de autores que se debruçaram sobre o tema do holocausto nos últimos tempos, na perspectiva da literatura de testemunho, para tecer cruzamentos entre as noções de catástrofe, trauma e resistência. A partir do confronto de uma experiência empírica com o legado teórico acumulado, pretendeu-se perceber a relação entre a teoria e a prática na formação de professores sob a perspectiva da discussão ética e estética. Nesse aspecto se fez necessário perguntar qual é o papel da educação em face dessa problemática do qual é impossível escapar se continuarmos acreditando numa concepção crítica e emancipatória de formação? Por que não encontramos palavras para expressar o ocorrido? O que fazer diante da negatividade do espírito, quando as tragédias e catástrofes parecem um trauma insuperável? O que a educação pode fazer diante da questão do trágico?

A temática será enfocada na mesa de abertura do colóquio, intitulada “Aprender com a dor, ensinar por amor”, coordenada pelo professor Amarildo Luiz Trevisan. A palestra da mesa “Faixas pretas sobre o arco, o ciclo de uma tragédia na voz dos professores” será proferida pela psicóloga e pós-doutoranda do PPGE/UFSM Rosana D’Orio Bohrer. Também será objeto da dissertação de mestrado “Os professores na crise: os saberes da docência diante da dor do outro”, defendida por Fabiane Bortoluzzi Angelo. E, ainda, da qualificação de tese de doutorado “Educação e barbárie: a docência na prevenção à catástrofe”, de Adalberto Dutra Rossatto. A discussão também estará presente nos projetos de dissertação e tese do grupo de pesquisa organizador do evento. Essa edição terá como convidado especial o professor Joaquin Paredes, da Universidade Autônoma de Madrid (UAM), que irá enfocar o tema do uso das tecnologias no campo da educação.

O colóquio terá apoio do Núcleo de Educação e Tecnologia (NTE) e do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE).

Mais informações sobre o evento no blog

A inscrição pode ser realizada no link.

Fonte: Site UFSM

Notícias